sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Vishnu, o protetor do universo

Publicado por Redação em 14/07/2010 às 16h58
Quando o mundo está sob a ameaça de alguma força do mal, é Vishnu quem surge para protegê-lo. Saiba mais sobre esse tão importante deus do hinduísmo, responsável por nada menos do que manter a ordem do universo
Texto • André Pereira



A aparência esquisita do deus Vishnu pode assustar à primeira vista. Mas não há porque ter medo: todos os símbolos que o envolvem têm um significado importante – e belíssimo – para quem segue (ou mesmo por quem se interessa por) a filosofia hinduísta.
Vishnu é um dos deuses da trindade hindu, formada também por Brahma e Shiva. Brahma é o deus da criação, Shiva o da destruição e Vishnu o da manutenção, proteção e sustentação. Quando o mundo está sob a ameaça de alguma força do mal, é Vishnu quem surge, sob a forma de um de seus avatares (encarnações), para protegê-lo.
De acordo com os adeptos do hinduísmo, Vishnu aparece em momentos nos quais os deuses necessitam de proteção suprema contra algum demônio. Sua arma, o chakra (um disco), pode cortar a cabeça dos inimigos.
Diz a lenda que, se a ordem prevalece no universo, Vishnu dorme nas colinas de Sesha. Mas quando há desequilíbrio, ele utiliza seu veículo, Garuda, e guerreia com as forças do caos, ou envia um de seus avatares para salvar o mundo.
Vishnu é reconhecido por sua cor azul-escura e por seus quatro braços, que sugerem que ele pode alcançar os quatro cantos do universo. Tradicionalmente, ele porta quatro objetos: Dudarshana chakra (disco), Gada (maçã), Padma (flor de lótus) e Shanka (búzio). Nas imagens, Vishnu aparece reclinado sobre Shesha, a naja que possui de 5 a 1.000 cabeças. Ela o protege sempre com os capelos abertos.
Conta-se também que o deus Brahma, criador do universo, teria nascido de uma flor de lótus surgida do umbigo de Vishnu. Já sua esposa, Lakshmi, é a deusa da beleza, do amor e da prosperidade – principal símbolo da potência feminina no hinduísmo.
“Os devotos de Vishnu são chamados de Vaisnavas e cultuam o deus sem esperar nada em troca. É o tipo de pessoa que tem devoção pura. São hindus mais religiosos”, explica Vraja Sundari, coordenadora do Instituto YAAT de Cultura Indiana, em São Paulo.
Na Índia, Vishnu é muito popular, especialmente sob a forma de dois de Krishna e Rama, seus dois principais avatares. O templo mais famoso dedicado a Vishnu localiza-se em Trivandrum, no sul do continente indiano. A deidade de Vishnu ali presente chama-se Padmanabha.

A lenda de Vishnu

Segundo a lenda, Vishnu aparece na Terra em várias formas. As três primeiras são animais: peixe, tartaruga e javali. Depois, ele surge como um ser meio humano e meio animal, o homem-leão. Em seguida, vem o anão Vamana, cuja lenda se encontra na mais antiga literatura indiana, e, mais tarde, Rama, uma das mais significativas encarnações de Vishnu. Rama vence Ravana, o rei dos demônios e, como marido afetuoso, rei amistoso e príncipe corajoso, representa a imagem do homem indiano ideal.
A oitava encarnação de Vishnu é Krishna, uma das mais populares divindades hindus. Krishna era um rapaz excepcionalmente amável, mas sempre ocupado em fazer travessuras e, por isso, sujeito a pagar todo tipo de pena. Ele passou a juventude entre pastores e teve, desde cedo, inúmeras aventuras amorosas.
Em sua nona encarnação, Vishnu aparece como Buda, o que denota uma certa tentativa de colocar o budismo como uma doutrina subordinada ao hinduísmo. Em sua encarnação como Buda, Vishnu é descrito como um demagogo que tentava levar os crédulos hindus a uma falsa crença. A representação negativa do Buda é esclarecida pela preocupação de que a religião budista poderia afastar os adeptos do hinduísmo, de sua doutrina e de seu ritual.
A décima e última encarnação de Vishnu só ocorrerá no fim da nossa era. Para os hindus, ele aparecerá como um deus com cabeça de cavalo, que chega para dar início a um novo tempo de paz.

Muitas encarnações

A lista completa dos dez avatares de Vishnu é a seguinte:
1. O peixe Matsya
2. A tartaruga Kurma
3. O javali Varaha
4. O homem-leão Narasimha
5. O anão Vamana
6. O padre guerreiro Parashurama
7. O príncipe Rama
8. O pastor de animais Krishna
9. Buddha-Mayamoha
10. O cavaleiro Kalki




Fonte: Tríada