sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

 

Em suave voo a abelha 
Procura a flor 
E dela retira o néctar 
E produz o mel.

A flor, em doce fragrância ,
Doa o néctar
E recebe o pólen
Que a fecunda
E gera novas sementes.

O mel é o alimento
Que nutre e gera
Novas colmeias.

A semente germina
E faz crescer
Imensos jardins floridos.

Seja como a abelha, 
Que naturalmente trabalha
E a todos ajuda.

Seja como a flor,
Que naturalmente doa
E a todos inspira,
Para que possa florir
Imenso jardim
E nele viver em infinitas colmeias,
A glória de ser.

Para que se viva em estado natural, consciente da verdade de ser, é preciso ter amor. Só o amor confere a paz, a felicidade e a eternidade. Porque o amor é eterno. O amor é mais forte que a morte. Mesmo que alguém fale palavras bonitas, se não tem amor é como um tambor que ressoa, ou um prato que faz ruído. Ainda que prediga o amanhã, conheça todos os segredos, tenha toda a sabedoria e ainda que sua auto segurança seja tão forte como a tempestade que revolve a terra, se não tem amor, não é nada. E ainda que doe todos seus bens para alimentar os pobres, se não tem amor não se beneficia de forma alguma.
 
O amor é paciente, o amor é gentil. Não conhece a inveja, não faz o mal, não conhece o orgulho. O amor não é brusco nem egoísta. É lento em enfurecer-se, não imagina maldade, não se regozija com a injustiça e sim se deleita com a justiça. O amor defende tudo, o amor crê em tudo, o amor espera tudo, o amor supera tudo, nunca se esgota. Os idiomas cessam e o conhecimento se desvanece, mas o amor continua eternamente.


Fonte: Livro- O Círculo de Luz
           Sri Maha Krishna Swami

 

Nenhum comentário: