sábado, 22 de novembro de 2014

Flor do Dia - Flor del Día - Flower of the Day - 22/11/2014

“Eu vejo esse planeta como uma escola de amor. Quando olho para o copo que está com água pela metade, eu vejo um copo meio cheio, nunca meio vazio. Sei das dificuldades desse planeta, mas o meu foco está na possibilidade de evolução da entidade humana. Eu tenho uma fé inquebrantável no amor, pois ele é solvente universal para todos os males. Através dele podemos de fato nos libertar de todas as dificuldades que se colocarem em nosso caminho. E assim vamos entrando nessa frequência que nos permite ver o planeta do ponto de vista da luz.”

Satsang Completo: http://www.sriprembaba.org/pt-br/satsang/091112

“Veo este planeta como una escuela de amor. Cuando miro hacia el vaso que está con agua por la mitad, veo el vaso medio lleno, nunca medio vacío. Conozco las dificultades de este planeta, pero mi foco está en la posibilidad de evolución de la entidad humana. Tengo una fe inquebrantable en el amor, porque es el solvente universal para todos los males. A través de él podemos realmente liberarnos de todas las dificultades que surjan en nuestro camino. Y así vamos entrando en esa frecuencia que nos permite ver el planeta desde el punto de vista de la luz.”

“I see this planet as a school of love. When I see a cup of water filled halfway, I see a cup half full – never half empty. I recognize the difficulties of this planet, but my focus remains on the possibility of the human being’s evolution. I have an unbreakable faith in love, because it is the universal solvent for all evil. Through love, we are able to liberate ourselves from all the difficulties that have been placed in our paths. In this way, we enter the frequency that allows us to see this planet from the perspective of light.”

domingo, 16 de novembro de 2014

O caminho direto da autoconscientização


O próprio Cristo diz: "Os vivos e os mortos serão julgados". Isso significa que, tanto dos conscientes como dos inconscientes da Verdade Suprema, será tomada a lição, será medido o seu quantum de amor, de devoção, de meditação. É bom que cada um verifique se os extremos ainda o atingem. Nos extremos estão todos os sofrimentos, está a noite da inconsciência .
Por que ir para os extremos se a condição natural é permanecer no meio? Para que ir para os extremos, para o sofrimento, para o medo, quando é possível refugiar-se na paz suprema, na felicidade perfeita?


Fonte: Livro -O Consolador
             Sri Maha Krishna Swami

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Sri Ramana


"O Mestre Ramana tinha a habilidade de transformar todas as situações em fontes de ensinamentos, mesmo as que a princípio pareciam corriqueiras ou desagradáveis. Numa de nossas costumeira reuniões a pós o jantar, ele nos esclareceu: "Antes de chegarem aqui, alguma pessoas têm os mais sinceros propósitos de se auto-elaborarem, mas após algum tempo elas se acomodam, a mente toma conta delas e acabam esquecendo-se por que vieram ao Ashram. Imaginam estar fazendo um grande favor por ajudar nas tarefas, servir o Mestre, mas pensam muito em si próprias. O fato de sentirem-se importantes por estarem servindo o Mestre bloqueia qualquer possibilidade de autoconscientização. O desapego das ações destrói o ego. O caminho para a conscientização está aberto, mas para trilhá-lo é preciso entregar-se sinceramente, despojar-se dos apegos, aniquilar o ego profano. Vou-lhes ilustrar isso com um episódio ocorrido aqui. Um homem segui-me durantes anos, como se fosse minha sombra. Porém nenhum proveito ele tirou disso. Esse mesmo homem foi aos tribunais contra mim. Se apenas uma faceta do ego permanecer, ela crescerá e destruirá espiritualmente a pessoa".

Sri Ramana jamais estimulou qualquer manifestação especial para ele próprio. Por ocasião de seu aniversário, o Mestre ensinou: "Evitem toda celebração pomposa em relação a mim. Vocês, que desejam celebrar aniversários, procurem saber se realmente nasceram. O verdadeiro festejo deve ser feito quando se transcende o nascimento a a morte aparente. Por que vocês não escolhem uma data para lamentar a sua entrada no mundo denso? Glorificar e celebrar é apego ao prazer. Esse prazer não é diferente do prazer que as pessoas sentem quando ornamentam um cadáver".


Fonte: Ramana Meu Mestre.
            Sri Maha Krishna Swami


domingo, 19 de outubro de 2014

A Desarmonia Interna do Homem

Os ensinamentos de Ramana são sintéticos, imediatos. Não há como errar. Não há como não entendê-los. São simples, diretos e insistentes. Não há desculpas para não segui-los. E sempre vem um Mestre após outro para esclarecer todas as dúvidas. O Mestre é aquele que desfaz as dúvidas porque ele está liberto delas e por isso pode ajudar a quem estiver disposto a elaborar o seu próprio mundo. O problema não está no mundo externo. As pessoas deixaram de ser naturais. É preciso voltar a esse estado. Elas eliminam tudo que as ajudam e recebe em troca toda desarmonia.

O homem faz a guerra externa porque ele não quer admitir que a guerra é interna. Quando o homem guerreia fora é porque ele já está guerreando dentro de si mesmo. Ele não quer lutar contra sua própria ignorância e mata o povo inocente. E um grupo de falsos sábios fabrica bombas para aniquilar a espécie humana.

O homem tem um planeta muito bonito, polui-o completamente e diz que isso é evolução. Aglomera-se em grandes cidades onde há muito ruído, vive uma vida antinatural e acha que isso é evolução . Isso é o que o afasta do divino. É necessário retornar ao estado natural. Só aí terá paz Poderá estar trabalhando em qualquer área, pois o trabalho não afeta o estado natural. Somos divinos em essência e temos que viver em harmonia com o planeta no qual habitamos.

O homem tem atacado os reinos naturais à procura de valores externos e tem aniquilado muitas espécies de seres que estão vivendo em um processo natural, os denominados bichos. No entanto, não há bicho pior que o ego profano. O homem não pode ver uma mata que a queima, esquecendo-se de que ela faz parte de sua vida. Acaba destruindo a natureza e não tem mais como sobreviver, sucumbindo pela fome.

Porém a pior fome não é exatamente a fome física. O problema do mundo não é a fome. A ignorância espiritual é o problema. Essa ignorância é que produz toda calamidade possível. Quando o povo tem necessidade de ser o que realmente é e não o consegue, porque está envolto com seus problemas, essa é a pior das fomes. O homem pratica coisas piores que a sensação de fome, como apego ao sofrimento, por exemplo. O maior dos alimentos é a consciência da Verdade Suprema. Não é de agasalho que os seres humanos precisam. É de consciência, O problema não é um agasalho, uma casa, um pouco de alimento. Isso de uma maneira ou de outra se consegue. O problema é a inconsciência espiritual. Não é o que devemos comer ou vestir que causa problema.
Aquele que for consciente do divino terá tudo do que necessitar, por acréscimo. Como disse o Mestre Jesus: " As aves dos céus não plantam nem semeiam e, no entanto, a Força Suprema as alimenta". Muitas pessoas vivem na miséria, não por falta de alimento, mas por falta de alimento espiritual, e são dirigidos por pessoas mais ignorantes ainda. As pessoas têm problemas, não porque não são ajudadas, mas sim porque são inconscientes do divino. Dormem na noite da inconsciência.
                                                                Jesus e Ramana


Fonte: Livro - Ser





domingo, 12 de outubro de 2014

Meditação Iniciática

Aquele que se sente atraído pelo caminho direto da autoconscientização, mas não teve ainda a oportunidade de encontrar o Mestre, o Consolador prometido, ou que está incapacitado de chegar até ele, pode tentar a prática da meditação em sua própria casa observando algumas instruções. Primeiramente consegue-se um pedaço de pano retangular, o que deve ser dobrado e guardado após cada meditação. Senta-se nele com as pernas cruzadas, a espinha ereta, a cabeça erguida, os ombros relaxados. Nunca se deve começar a meditar logo após sentar-se. Primeiro acalme-se a mente, afastando-a do mundo exterior e tornando-a submissa à vontade suprema. É preciso que se acalme o corpo físico, os sentidos e também as emoções. A partir desse momento a pessoa deve sentir, sem esforço, mas de maneira profunda e natural, o lado direito do peito, porque é nessa região que a essência divina se reflete. Pode-se repetir silenciosamente, dentro da cabeça, O mantra OM SHIVO HAM, ou qualquer outro nome sagrado como, por exemplo, o de um Mestre com quem mais a pessoa se identifica. 


Sentindo o lado direito do peito e repetindo silenciosamente o sagrado mantra, a mente deixa de vagar. A repetição do mantra neutraliza toda a desarmonia que provém da mente pensante. O mantra purifica nossa existência, abre o nosso coração à consciência suprema e possibilita o pleno discernimento entre o que é verdadeiro e o que é falso. Proporciona a virtude do amor supremo, mas sua eficácia somente é sentida através da experiência pessoal. Harmonizando-se com o mantra, entra-se em sintonização com o divino, e não se faz necessário recorrer a outros métodos espirituais os quais podem conduzir apenas à confusão mental. É necessário fazer com que o mantra ressoe na cabeça e perceber-se-a que os pensamentos e as desarmonias desaparecem, emergindo a consciência do Ser Supremo. O mantra pode transformar completamente a nossa existência e preenchê-la de amor eterno, felicidade perfeita, harmonia, simplicidade, paciência, serenidade. É realmente bem-aventurado aquele que se entrega às técnicas da meditação iniciática.


Fonte: O Homem de Aquário
             Sri Maha Krishna Swami

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Existem seres humanos que parecem vampiros. O que são eles e por que são assim?

Eles não são humanos; têm apenas uma forma ou aparência humana. São encarnações de seres do mundo que está imediatamente próximo do físico, seres que vivem no plano que chamamos de mundo vital. É um mundo de todos os desejos de violência e ganância e esperteza e toda espécie de ignorância; mas todos os dinamismos estão também lá, todas as energias-forças e todos os poderes. Os seres deste mundo têm, por sua natureza, um estranho domínio sobre o mundo material e podem exercer sobre ele uma influência sinistra. Alguns deles são formados dos restos do ser humano que persistem depois da morte, na atmosfera vital, perto do plano terra. Seus desejos e ânsias ainda flutuam lá e conservam-se em forma mesmo depois da dissolução do corpo; frequentemente são impelidos a continuar manifestando-se e satisfazendo-se, e a consequência é o nascimento destas criatura no mundo vital. Mas estes são seres de menor importância; se podem causar problemas, não é, porém, impossível lidar com eles. Existem outros, muito mais perigosos, que nunca estiveram de forma humana, que nunca nasceram num corpo humano sobre a terra, porque, de modo geral, eles se recusam a aceitar este modo de nascimento, pois é escravidão à matéria e preferem permanecer em seu próprio mundo, poderosos e nocivos, e de lá manter o seu controle sobre os seres da terra. Embora não queiram nascer na terra, eles querem está em contato com a natureza física, mas sem ficar limitados a ela. Seu método é experimentar primeiro lançar sua influência sobre o homem; então entram vagarosamente na sua atmosfera e finalmente podem conseguir total domínio sobre ele, expulsando completamente a verdadeira alma e personalidade humanas. Estas criaturas, quando na posse de um corpo carnal, podem ter uma aparência humana, mas não têm uma natureza humana. Seu costume é valer-se da vida-
força dos seres humanos; atacam e capturam um poder vital sempre que podem, e alimentam-se disto. Se vierem para dentro de sua atmosfera, você se sentirá deprimido e exausto repentinamente; se você ficar perto deles por algum tempo, cairá doente; se você viver com um deles, ele poderá matá-lo.


 Fonte: Conversas com a Mãe
            Sri Aurobindo Ashram.

domingo, 14 de setembro de 2014

"...As religiões adoram um crucifixo
Que exibe o Cristo morto.
Como se  pode matar o imortal,
A força que cria e sustenta toda vida?
Não se pode reduzir Jesus, o Cristo,
A um mero corpo físico.

O Cristo de todos os tempos 
É eternamente vivo e presente
Os animais são o Cristo,
Cada folha, cada flor e cada semente
É o Cristo.
Cada animal é o Cristo,
Cada homem e cada mulher é o Cristo.
Ele se reflete no lado direito
De todos os seres do universo.

Você é o Cristo,
Eu sou o Cristo.
Ele se expressa através de minha língua
Brilha em meus olhos
E pulsa forte em meu coração.

Desomita a verdade,
Descrucifique o Cristo crucificado,
 Sinta sua presença a cada passo,
A cada movimento, a cada respiração.
Compreenda os sagrados ensinamentos
De todos os Cristos de todos os tempos.
Medite, devocione, depois torne-se Um
Com o próprio Cristo.

De que serve as orações,
De que serve as duras penas 
Quando não se conhece 
O caminho direto da autoconscientização?

Um animal selvagem,
Ainda que treinado,
Jamais perderá sua ferocidade latente..

As roupas podem ser brancas e bonitas,
Mas se o coração é negro como a noite,
De que vale a aparente beatitude? 
De que vale o rosário entre os dedos,
Quando não se eliminam os desejos? 

Sem o amor universal
De que valem os donativos?
De que valem os banhos e defumações
Se a mente está coberta
Por camadas e camadas de sujeira?
De que serve os aparatos externos
Quando não se conhece
O verdadeiro ritual?
De que vale buscar os prazeres dos sentidos
Quando não se conhece
O néctar da sublime devoção?..."

Fonte: O círculo de luz
           Sri Maha Krishna Swami

domingo, 22 de junho de 2014

Ensinamentos de Vivekananda


  • Toda expansão é vida; toda contração é morte. Todo amor é expansão, todo egoísmo é contração.

    Por essa razão, o amor é a única lei da vida. Aquele que ama vive, aquele que é egoísta está morrendo. 

    Ame, pois, pelo próprio amor, porque essa é a única lei da vida, da mesma forma que você respira para viver. Este é o segredo do amor abnegado, do trabalho altruísta e de tudo o mais.

  • É o medo que nos traz infelicidade, é o medo que nos traz a morte, é o medo que origina o mal. E qual a causa do medo? A ignorância da nossa própria natureza.
     
  • Não pense em quantas vezes você falhou. Isso não importa. O tempo é infinito. Siga adiante; insista vezes sem fim e a luz há de chegar.
    Vivekananda

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Karma: O convidado esquecido




ENSINAMENTOS

A palavra karma tornou-se popular em nosso vocabulário, mas poucos sabem do que estão falando. Alguns acreditam que é uma dívida de sofrimento, outros acreditam ser uma expressão de cunho religioso. Mas, na verdade, essa palavra que vem do sânscrito expressa uma lei mecânica - a lei de causa e efeito. A incompreensão dessa lei ou fenômeno da vida, pode tornar as coisas bem mais difíceis do que realmente são.
Tudo tem um por quê: nem uma simples folha cai da árvore por acaso. Se um convidado bateu na sua porta é porque você convidou, ou seja, se uma determinada situação aconteceu na sua vida, é porque você chamou. Cada situação é como um convidado para quem você enviou o convite de uma festa. Às vezes você se esquece disso e o convidado te pega desprevenido. Isso causa desconforto, mas não adianta se revoltar ou fugir; é preciso aceitar porque, se você resiste, cedo ou tarde, o convidado volta a bater na sua porta.
Não importa qual a situação (um assalto, uma discussão ou uma traição), você não é uma vitima indefesa - tudo que acontece ao seu redor foi atraído por você. Não reconhecendo isso, você pode desperdiçar a vida culpando o outro.
Você está diante de um profundo aprendizado pelo qual todos nós temos que passar: a aceitação. Está tudo certo. Se você acha que tem alguma coisa errada é porque ainda não compreendeu o recado. Muitas vezes, não é preciso compreender intelectualmente, porque certos sofrimentos simplesmente agem como um fogo de purificação karmica, e não é possível compreender dessa forma.
Mas, compreenda que o karma não é uma dívida de sofrimento, mas sim uma dívida de aprendizado. O sofrimento acontece quando não é possível absorver o aprendizado que a situação está trazendo. Portanto, esteja onde estiver, aprenda o que tem que ser aprendido. Você somente será convidado a mudar de lugar quando aprender a lição. Quando você aprende, o karma desaparece.
Sri Prem Baba
 
Fonte: O Caminho do Coração.

sábado, 31 de maio de 2014

O Caminho dos Mestres


Que o rico socorra o pedinte e leia as escrituras sagradas. A riqueza vem hora para um, hora para outro, mas em ambos os casos é ilusória.

Aquele que jamais cometeu uma falsidade, que não fez uma distinção de amor, que é fervoroso devoto do Sat Guru será consciente da Verdade.

Aquele que não renuncia à virtude divina  pela luxúria, ira ou despeito, que cumpre com o que prometeu e é bondoso, certamente esse conhecerá o néctar do som divino e por ele se libertará. Mas aquele que não dá água a quem tem sede, que não dá pão a quem tem fome, é pela fome e pela sede que será perseguido até sucumbir.


Fonte: Círculo de Luz
             Sri Maha Krishna Swami

quinta-feira, 29 de maio de 2014

"...Vigie sempre e não levante falso testemunho. Cuidado com o que se fala, pois isso poderá voltar-se contra você mesmo. Siga o ensinamento de Jesus: "Orai por aquele que vos persegue. Se alguém vos critica, orai por ele". Se não orar pelo seu inimigo, certamente ele não se corrigirá e você poderá ficar com o mal dele. Uma pessoa deve ajudar a outra. É muito mais sábio ajudá-la quando ela está com problemas que criticá-las..."


Fonte: Palavras de Sabedoria
Sri Maha Krishna Swami

sábado, 3 de maio de 2014

"...Quem disse a você que pode odiar? Ninguém tem o direito de odiar nem mesmo a mais insignificante das criaturas que voam pelo céu, nem as que se movimentam na terra ou na água. Amar a si mesmo, conciliar-se com o inimigo e conscientizar-se do Divino Ser é o seu maior dever. Lembre-se de que você deve amar, ajudar a todos sem exceção e ver neles a manifestação plena da Essência Divina. Deve lembrar também que o crédito de ajudar não é seu. É a Essência Divina que lhe dá força para ajudar, pois é ela que age eternamente nos veículos da manifestação..."






Fonte: Palavras de Sabedoria
            Sri Maha Krishna Swami

domingo, 27 de abril de 2014

É crime omitir a Verdade.




"Quer ser grande pelas boas ações? Pois seja! Renuncie aos frutos das mesmas. Seja grande por seus esforços no caminho da autoconscientização. Não seja como os hipócritas que governam as nações, que se acreditam grandes heróis, mas são mentirosos profanadores à procura de histórias apenas. São incapazes e conduzem a humanidade para a escuridão. Em verdade, estes não estão no Livro da Vida".




Fonte: Consolador
           Sri  Maha Krishna Suami



segunda-feira, 21 de abril de 2014

O caminho direto

"...Quer ser útil?
Basta que você renuncie ao ódio
E vista para sempre o manto do amor,
Que ofereça ajuda a seus semelhentes
Sem esperar recompensas para si próprio.

Ore por seus inimigos e 
Aproxime-se dos possessos.
Jamais deixe a sua esperança
Transformar-se em desespero,
Nem sua alegria em tristeza.
Lembre-se sempre
De que você é o Ser Supremo.

Segundo por segundo
Medite e devocione o som sagrado,
Autupesquise-se,
Corrija suas falhas,
Vigie a si mesmo,
Pois o ego profanador
Está à sua esquerda, à espreita,
Esperando por suas faltas.

Permaneça firme
Nos seus propósitos espirituais.
Deve cumprir seu dharma.
Não cumpri-lo significa
Ir contra os princípios divinos.
Lembre que não se pode ser
Insincero consigo mesmo.
Todo ato insincero
Conduz à desarmonia..."


Fonte: O Homem de Aquário
           Sri Maha Krishna Swami 

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Ensinamentos de Sathya Sai Baba



SATHYA SAI BABA

“As pessoas estão iludidas por desejos ilimitados. Elas vivem em um mundo de sonhos, esquecendo a Consciência Suprema. É muito importante manter os desejos sob controle e estabelecer um teto para eles. Em vez de gastar excessivamente para nosso próprio prazer, devemos oferecer dinheiro para o alívio dos pobres e necessitados. Não cometa o erro de pensar que doar seu dinheiro para fins bons e nobres é tudo o que é necessário para a prática de limite aos desejos. Embora doar aos necessitados seja bom, é igualmente importante não permitir que seus próprios desejos continuem a se multiplicar; ambos devem acontecer. Você deve reduzir seus desejos, pois desejos materialistas levam a uma vida inquieta e desastrosa. Os desejos são uma prisão. Você pode ser liberado somente restringindo seus desejos. Limite-os a apenas o que você realmente precisa na vida. Este é o verdadeiro significado de "Limite aos Desejos".”

domingo, 9 de fevereiro de 2014



   


       A MEDITAÇÃO INICIÁTICA: UMA ALTERNATIVA PARA A VIDA MODERNA.


A prática da meditação vem sendo ao longo dos anos utilizada há milênios especialmente no  Oriente e hoje, o mundo Moderno nos impõe um cotidiano rotineiro, tarefeiro onde impera o efêmero, o rápido, o passageiro e o aparente. As pessoas acabam se envolvendo nessa dinâmica desenfreada de um mundo globalizado, virtual, onde a máquina substitui o homem e com ele leva também seus valores mais preciosos. Muitos estudos científicos confirmam os benefícios da meditação e nesse sentido, os homens têm buscado praticá-la como alternativa para o estresse, para a melhoria da qualidade de vida e busca da paz, à harmonia no sentido de se (re) ligar a si mesmo, à força que existe dentro de cada um, pois, a estilo a vida moderna nos separa, nos divide e nos faz adoecer. Todos clamam por uma vida saudável, harmoniosa e isso pode de fato acontecer através da prática da Meditação. Atualmente muitas Universidades no mundo têm se dedicado à pesquisa da Meditação como uma forma de ajudar na cura das doenças, na amenização dos sofrimentos psíquicos e com isso, conseguir uma “alternativa para a saúde” e para o corre-corre diário que nos sufoca com suas atribulações. Nesse aspecto, chamamos atenção nesse artigo para a Meditação Iniciática de Sri Maha Krishna Swami, uma meditação que busca a felicidade e leveza para ajudar o homem a viver nesse mundo caótico. Segundo Maha Krishna Swami, “No inicio, a meditação se assemelha ao fato de se sustentar guerra contra a mente, mas com um pouco de persistência e forte determinação, ela aquieta-se. Pode ser controlada e colocada aos nossos pés. No começo o aspirante, ao meditar, deve ter o cuidado em proceder suavemente, intensificando seus esforços gradativamente. Nada pode ser forçado.” A meditação busca atingir o mais alto grau de harmonização do eu com o Divino, através de um processo de treinamento constante onde nos despimos de nossas emoções, da mente e do ego, que dificultam a caminhada do homem. A Modernidade trouxe avanços principalmente com as inovações tecnológicas porém também trouxe as consequências nefastas de um mundo sem rumo, sem valores, sem direção. Esse  mundo faz com que muitas pessoas hoje adoeçam. Quantos programas, reportagens sobre depressão, bipolaridade, estresse tanto entre jovens quanto nos adultos. Assim nos perguntamos por que os homens ficam presos ao sofrimento? Porque se deixam levar pelos pensamentos erráticos de uma mente pensante negativa que faz com que suas ações e decisões caiam em erros e sofrimentos? Como amenizar isso, qual a saída? Para nós a saída se encontra na Meditação conforme afirma Sri Maha Krisnha Swami “A Meditação é o único caminho para se eliminar a força negativa que os homens da terra chamam de Mente. A Mente pensante é densa e se alimenta de vibrações e elementos vitais inferiores. Ela é uma força negativa que se alastra neste planeta, e a única maneira de se conseguir neutralizá-la é entregar-se submisso `as práticas de meditação e da devoção supremas.”  Assim, a Meditação não é mera contemplação do mundo e apatia, é um olhar para dentro de si mesmo na busca do divino que somos e na autorrealização preparando-nos para a ação, uma ação consciente, ética, solidária que resgate o “divino de Sri Maha Krisnha Swami. 

Nitya Lakshmi 

sábado, 11 de janeiro de 2014




















"Na hora da vingança, ame.
Na hora da tristeza, sorria.
Na hora de gritar faça silêncio.
Na hora da morte, viva;
E na hora de viver, nasça para a vida eterna.
Na hora do medo, seja corajoso.
Na hora da incerteza, use a auto-segurança.
Na hora dos apegos, doe;
E na hora de doar, desapegue-se.
Na hora de lutar não se imponha, resista.
Na hora de dispersar, ajunte.
"Na hora de maldizer, abençoe.
Na hora das trevas, procure a Luz.
Na hora do mal, faça todo o bem que poder.
Na hora de omitir, revele.
Na hora da desarmonia, harmonize-se.
Na hora da guerra, pacifique-se.
Na hora da riqueza seja pobre;
E na hora da pobreza, seja rico
Na hora da vaidade, seja apenas simples.
Na hora da inconsciência, medite;
E na hora de meditar, conscientize-se.
Na hora de destruir, construa.
Na hora da união dos corpos,
Use a sublime virtude da ternura
E a força compensadora".


Fonte: O Círculo de Luz
             Sri Maha Krishna Swami