terça-feira, 28 de maio de 2013

" A maioria das doenças vem da mente. Hoje, cada um procura constantemente obter maior êxito na vida do que o seu vizinho.
Em pensamentos, cada um cobiça juntar ao redor de si as coisas materiais e, sacrificando muito tempo aos problemas que são do mundo, negligencia os obreiros do seu corpo. Por causa dessa negligência, têm lugar certas formas de congestões. Fica o indivíduo exposto a diversas infecções e, como as células lutam vigorosamente para viver, aparece as vezes um estado febril.
Assim a primeira coisa que todos devem fazer é aprender a relaxar completamente.
Cada um deve, também, compreender melhor a si mesmo e ao seu ambiente. Não deve acusar ninguém por causa de sua irritação ou depressão. Assim procedendo, achará que as duas coisas mais comuns de sua época  - a irritação e a depressão - vêm da congestão do fígado, pois se esqueceu de tocar a nota harmoniosa. Cada época e cada civilização traz seus males particulares e esses - a irritação e a depressão - são as características da época atual.

Logo ao acordar, ao sair do estado inconsciente para o semiconsciente, ao invés de se continuar sonolento e virar para o outro lado, deve-se ficar alerta e, deitado de costas, apertar com uma das mãos  o plexo solar e com a outra, o fígado. Nesta posição, transmite-se a todas as células a ordem de ficarem atentas e vigilantes, mantendo-se firmemente a atitude mental de que o plexo solar e o fígado sejam banhados pelos sete raios de Luz que têm o poder de purificação. Ao fazê-lo, respira-se profundamente por três vezes, cada vez correspondendo à lenta contagem de três para a inspiração, três para a retenção do ar nos pulmões e três para a expiração.

Todo esse exercício não levará mais do que três a cinco minutos. Se cada um fizer diariamente, praticando, também, o relaxamento do qual falei antes, constatará que, depois de um mês de tratamento, será uma pessoa renovada. 

Os indivíduos devem procurar tomar consciência de que o Criador Eterno lhes deu dons maravilhosos, e que através deles alcançarão perfeita harmonia, desde que aprendam a usá-los. Terão a saúde do corpo, a intuição, a clareza da mente, da visão e da audição. Se projetarem no éter pensamentos puros, fortes e concentrados, purificarão a totalidade de seu campo áurico. 

Esses pensamentos são como o vento para uma árvore, passando através de seus galhos. Ele os sacode e faz cair as folhas secas, deixando lugar para os novos brotos. Se não houvesse vento, as folhas ficariam e os brotos levariam mais tempo para aparecer.

O indivíduo, vibrando em harmonia com a sua própria nota, envia uma irradiação poderosa que se eleva em espirais e se expande sempre mais, até alcançar a fusão com o Ser Universal. Virá um dia em que reconhecerá a suprema experiência de sentir-se uno com esse Ser.

Terá penetrado, finalmente, em seu ser interno e saberá que neste estado atingiu a Luz e purificará até a poeira embaixo de seus pés".



Fonte: Planeta Especial
            Sri Maha Krishna Swami




Nenhum comentário: