domingo, 7 de abril de 2013

"...O ciclo humano de nascimentos e mortes provém do erro de se atribuir realidade àquilo que é irreal. Essa falsa atribuição é produto da mente, só da mente. Essa é a causa efetiva dos nascimentos, mortes e dores para aqueles que, despidos de discernimento, tornam-se presa da paixão e da obscuridade.

O envoltório formado pela mente não é o Ser Universal porque possui começo e fim, crescimento e declínio, sendo o causador das coisas dos sentidos. A mente é, por isso mesmo, a essência da dor.

Quando ela for destruída, todas as ilusões serão destruídas. Quando ela domina, predomina o mundano. Quando a mente se purifica da paixão e da obscuridade, quando aparecem o discernimento e o desapego, ela torna-se pura e produz a libertação. Assim sendo, a purificação da mente deve ser empreendida com vigoroso esforço por aqueles que procuram a libertação. Quando a mente for purificada, a libertação cairá em suas mãos como um fruto maduro.

Erradicando o apego às obras, aquele que permanece firme nos ensinamentos é seguro no real e lança para fora de si a própria essência da paixão que obscurece o entendimento. Afrouxam-se, então, para sempre as cadeias da ignorância que prendem o coração, e o adepto ganha para si o Ser Eterno e Universal , anulando, assim, todo sentimento de separatividade e fica livre da escravidão dos sentidos.

Aquele que dissolveu as coisas exteriores, anulando a atração dos sentidos e a imaginação do eu pessoal, está liberto dos laços e armadilhas do mundo.

É extremamente sutil a realidade do Ser Supremo, e não pode ser percebida pela visão grosseira. O adepto deve morar na unidade do Ser Eterno, a fim de que se dissolvam todos os envoltórios que dificultam a auto-realização espiritual. Quando o coração, purificado em ininterrupta meditação, dissolve-se no Eterno, surge, então, a visão do espírito sem separatividade, em que se experimenta a essência da bem-aventurança do Ser Universal, e daí resulta a destruição de todos os laços das imagens mentais dinâmicas, a destruição da escravidão através da obra, dentro e fora, de todas as maneiras, para sempre. Este é o caminho a seguir..."

Fonte : Verdade Suprema
             Sri Maha Krishna Swami

Nenhum comentário: