terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O Mantra da felicidade

"...Um swami vivia tranquilamente no mais profundo do Himalaia, entre Uttarkashi e Harsil. Fui vê-lo e, quando cheguei, ele me perguntou:
- Qual é o propósito da tua vinda?
-Quero receber um mantra, - respondi-lhe.
- Terás de esperar, - tornou ele.

Quando os ocidentais se dirigem a alguém em busca de um mantra, estão preparados para gastar muito dinheiro, mas não querem esperar. Tentei a mesma coisa. E disse:
- Swamiji, tenho pressa.
- Então, volta no ano que vem.
- Mas se eu ficar agora, quantos dias terei de esperar? - indaguei.
- Terás de esperar o tempo que eu quiser que esperes, - replicou ele.

Nessas condições, esperei pacientemente, um dia, dois dias, três dias. Mesmo assim, o swami não me dava o mantra.
No quarto dia, ele me disse:
- Quero dar-te um mantra, mas tens de prometer que te lembrarás dele o tempo todo.
Prometi-o.
- Vamos até o Ganges, - propôs ele.
Um sem-número de sábios tem realizado práticas espirituais à beira do Ganges sagrado e ali tem sido iniciado.
Em pé junto do rio, declarei:
- Prometo nunca esquecer este mantra.
Repeti a promessa várias vezes, mas ele continuou a contemporizar.

Por fim, disse:
- Onde quer que vivas, vive alegremente. Esse é o mantra. Sê alegre em todos os momentos, ainda que estejas por trás das grades. Onde quer que vivas, ainda que tenhas de ir a um lugar infernal, cria ali o céu. Lembra-te, meu rapaz, a alegria é obra tua. Requer tão-somente o esforço humano. Tu mesmo tens de criá-la. Lembra-te do meu mantra.

Eu me sentia muito feliz e muito triste ao mesmo tempo, porque esperava que ele me desse algum som inusitado para repetir. Mas ele foi mais prático. Aplico esse "mantra" em minha vida e vejo que ele tem êxito em toda parte. Sua receita espiritual parece ser o melhor dos médicos - verdadeira chave da nossa própria cura."

Fonte: Vivendo com os Mestres do Himalaia
           Experiências Espirituais do Swami Rama


Nenhum comentário: