terça-feira, 25 de dezembro de 2012


Pensamento para o Dia 25/12/2012
“Manifestações do Amor Divino! Em todas as religiões e países, aniversários de grandes personalidades são comemorados, mas os ideais pelos quais eles viveram não são lembrados e seguidos. Isso transforma as celebrações em observâncias artificiais. Cristo ensinou as pessoas a amar todos os seres e a servir a todos com compaixão. É somente por praticar estes ideais que se pode verdadeiramente comemorar o aniversário de Jesus Cristo. A Divindade interior deve ser refletida em todas as suas ações. A sede da Verdade está em seu coração. Adorar a Deus significa amar os outros com o coração pleno. Você deve viver em amor e levar uma vida de serviço altruísta baseada no amor. Essa é a melhor maneira de celebrar o nascimento de Jesus Cristo.”
Sathya Sai Baba

sábado, 22 de dezembro de 2012

O CRISTO DO AMOR DIVINO




















A todo instante nasce Jesus no coração de cada ser,
No lado direito do peito.
Ele é a Luz, a Consciência Absoluta que vem à tona.
Ele é a verdadeira vida, a Força Suprema que se reflete
Em todos os seres do universo.

Ele é o Supremo Ser, que com sua força infinita
Vem iluminar o mundo nesta época de inconsciência espiritual,
Para que todos recobrem a consciência do divino,
Para que todos possam integrar-se na vida do Cristo
De todos os tempos, na luz infinita da Verdade
Suprema, na força absoluta do Ser,
Na força de todos os Mestres.

Ele é o Cristo dos oprimidos, dos que têm fome e
Sede de justiça, dos que sofrem perseguições,
Dos esgotados pelos ciclos de sofrimentos.
O Cristo dos mansos de coração, o Cristo dos sábios
E dos ignorantes. Ele é o Cristo das esperanças,
O Cristo dos simples, dos justos, dos compassivos,
Dos limpos de coração. O Cristo dos pacificadores,
O Cristo da justiça divina.

Ele é o Cristo das crianças, da felicidade perfeita,
Do amor divino, dos Maha Devas.
O Cristo que nasce na estrebaria,
O Cristo da humilde carpintaria,
O Cristo de José e de Maria.

Ele é o Cristo das semeaduras e das colheitas,
O Cristo do Reino Supremo, do caminho direto,
Da intuição pura. O Cristo da meditação iniciática.
Da devoção que enternece, do pão que nutre e sacia.
Ele é o Cristo dos que resplandecem como o Sol,
O Cristo dos apóstolos, das bem-aventuranças
O Cristo dos pescadores, do mar profundo,
O Cristo das ovelhas e dos pastores.

Ele é o Cristo de João Batista, de São Francisco.
O Cristo vivo de Simão Pedro,
O Cristo da Comunidade Perfeita.
O Cristo cósmico, dos Maha Yogues,
O Cristo da Luz, do Caminho,
Da Verdade Suprema.

Fonte: Maha Gita Purusham do Bem-Aventurado
           Sri Maha Krishna Swami

sábado, 8 de dezembro de 2012

A ACEITAÇÃO

Embora possamos não gostar de fazer determinadas coisas, precisamos ao menos aceitar que temos de executá-las. Aceitação significa o seguinte: por enquanto, o que esta situação, este momento, requer de mim é isto, então eu faço de boa vontade. Já tratei da importância da aceitação interior do que acontece - e a aceitação do que devemos fazer é apenas outro aspecto disso. Por exemplo, provavelmente você não vai gostar de trocar um pneu à noite num lugar deserto e em plena chuva, e muito menos ficará entusiasmado com essa ideia. No entanto, pode se resignar a aceitar esse fato. Praticarmos uma ação no estado de aceitação é estarmos em paz enquanto a realizamos. Essa paz é uma vibração energética sutil que, em seguida, se transfere para o que estamos fazendo. Na superfície, a aceitação parece um estado passivo, entretanto ela é ativa e criativa porque traz algo novo ao mundo. Essa paz, essa vibração energética sutil, é a consciência. E uma de suas maneiras de se revelar é através da ação abnegada, que é um aspecto da aceitação.

Caso você não consiga encontrar prazer no que vai fazer nem aceitar que deve executar isso - pare. Caso contrário, não estará  assumindo a responsabilidade pela única coisa pela qual pode de fato se responsabilizar e que também é algo que importa de verdade: seu estado de consciência. E, se você não assume a responsabilidade pelo seu estado de consciência, não assume a responsabilidade pela vida.



Fonte: UM NOVO MUNDO - O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA.
Eckhart Tolle