domingo, 19 de junho de 2011

ENSINAMENTOS DE GURUMAYI CHDVILASANANDA













Todas essas criaturas que vemos não são diferentes da consciência pura; são somente contrações da consciência pura. São reflexos da realidade que reside no nosso interior. Uma mente pura é um espelho de Deus. Uma mente boa cria um grande universo!

Os grande seres não estão cegos aos defeitos das outras pessoas, mas tampouco se sentem oprimidos por eles. Também vêem a grandeza das pessoas. Trate as pessoas como se elas fossem o que deveriam ser...sem esperar uma comissão! Dê a elas o poder de serem o que têm a capacidade de ser. Então, seja a pessoa que você quer que as outras sejam.


Muktananda reforçou as suas bênçãos com ação, passando a sua linhagem, e consequentemente o controle sobre mais de seiscentos centros de Siddha Yoga espalhados por cinquenta e dois países, à yogini Sri Malti Devi, uma jovem devota indiana cujo o desenvolvimento ele havia orientado desde a infância. Malti raspou a cabeça, vestiu o manto cor de ocre de uma renunciante e recebeu o nome monástico de Gurumayi Chidvilasananda ("repleta do guru, a alegre liberdade de ação da consciência") Gurumayi, em 10 de novembro de 1986, aos vinte e sete anos de idade, foi formalmente empossada como única dirigente do Siddha Yoga Dham. Os ensinamentos de Gurumayi enfatizam não tanto as obscuridades filosóficas do kashmir shaivismo (a herança espiritual de Muktananda) quanto as disciplinas práticas da vida espiritual e a felicidade de amar e servir a humanidade.
Nós não estamos tentando conquistar o mundo ou converter pessoas - explica Gurumayi. - Há somente uma coisa que queremos fazer: continuar disseminando esse amor o máximo possível. Deixem-nos espalhar esta coisa que é tão doce, tão compassiva e tão tangível, um amor que é puro e que pode nos levar a onde realmente queremos ir: ao coração, onde Deus reside.
Gurumayi acredita na autodisciplina. mesmo com o melhor guru do mundo, se você não tem disciplina, não irá alcançar nada espiritualmente.


Fonte: Filhas da Deusa
Linda Johnsen

Nenhum comentário: