sexta-feira, 28 de maio de 2010

MEDITAÇÃO TRANSCENDENTAL




















Para afastar o temor: ensina-me ó Pai a sentir que estou todo envolta na améola de tua sempre protetora onipotência, no nascimento, na tristeza, no prazer, na morte, na atividade, na meditação, nas atribuições e na emancipação final: sempre!

Rio-me de todos os temores, pois meu protetor, meu Pai e Mãe, meu Deus amado está especialmente atento, presente e alerta em todas as partes, com o deliberado propósito de proteger-me das tentações do mal.

Espírito Divino! Bendiga-me para que possa encontrar fácilmente a felicidade em vez de mostrar-me preocupado e nocivo em cada prova; contrariedade ou dificuldade que se me apresente. Ensina-me a ser firme e prudentemente valoroso, sem violência, em vez de ser diminuto e medroso.

Para afugentar a ira: contentes ou irritados, bons ou maus, brancos ou negros, amarelos ou vermelhos, todos os homens são teus filhos. Ensina-me a amá-los todos, sem distinções. Ensina-me a não acender a ira, para não devastar o oásis da paz dentro de mim e dentro dos outros, e antes sim, a extinguir toda rejeição com as torrentes do meu incessante amor.

É meu propósito não mostrar nunca mais a máscara da ira em meu rosto. Jamais assassinarei minha vida espiritual injetando o veneno da ira no coração de minha paz. Não sentirei repulsa por ninguém, porque tanto o bom como o mau são meus irmãos, nascidos de meu Divino Pai. Acalmarei a injúria dos outros com o exemplo edificante de minha tranqüilidade.





Paramahansa Yogananda.

Nenhum comentário: